google education

REDES SOCIAIS

@jopa.gram
/jopa.face
/Jopa Tube

logo jopa

Novo ensino médio 2022: O que precisamos saber?

[esse texto foi originalmente publicado no site inicie.educação]

novo ensino médio em 2022 será um marco para o Brasil. A legislação que prevê essas mudanças foi aprovada em 2017, e no próximo ano é que se iniciam as implementações por todo o país. As escolas ainda terão tempo para se adequar e preparar, pois algumas das determinações começam se tornam obrigatórias somente em 2023 e 2024, mas é bom ficar de olho no que já muda para 2022.

A legislação do novo ensino médio no Brasil surgiu em um contexto de mudanças relacionadas à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Sendo assim, muito do que você vai encontrar de novidades está diretamente associado ao que a BNCC determina enquanto diretrizes gerais da educação no país.

Neste artigo, reunimos para você quais são as principais mudanças do novo ensino médio em 2022, e também elencamos o que será modificado, mas somente em 2023. Confira!

Novo ensino médio 2022

—> Leia mais sobre as definições do Novo Ensino Médio neste eBook que preparamos!

Principais mudanças do novo ensino médio 2022

Vamos começar pelo mais urgente, ou seja, o que você já precisa saber para o início do próximo ano letivo na sua instituição de ensino. Vale lembrar que as escolas já vinham se preparando ao longo dos últimos anos, e que essas mudanças não são possíveis sem um planejamento e estruturação prévios

Portanto, leve isso em consideração e, se você ainda não tem um parceiro especializado para apoiar a sua jornada, entre em contato com nossos especialistas e veja como podemos ajudar! 

Disciplinas tornam-se áreas do conhecimento

Este formato de percepção da educação já começou a ser adotado na prova do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) há alguns anos no Brasil. As áreas de conhecimento são divisões macro do que as disciplinas curriculares de até então contemplavam. 

O grande objetivo por trás dessa segmentação é integrar as disciplinas e abordar os conteúdos de forma mais universal, tornando mais palpável sua aplicação na vida real. Para isso, são criadas — e tornadas obrigatórias na modelagem das grades curriculares de todas as escolas de ensino médio do Brasil — as seguintes áreas do conhecimento:

  • linguagens e suas tecnologias;
  • matemática e suas tecnologias;
  • ciências da natureza e suas tecnologias;
  • ciências humanas e sociais aplicadas.

É importante lembrar-se de que todas as disciplinas “antigas”, tais como Língua Portuguesa, Matemática, Química, Física, Biologia, Sociologia etc., estão embutidas nessa nova formatação. Assim, nada do que os jovens estudam irá se perder, e sim, será abordado de forma holística dentro de cada campo de estudo macro.

Considerando outra mudança do novo ensino médio que ocorre em paralelo, a instituição dos itinerários formativos, a grade curricular referente às áreas do conhecimento terá uma carga horária máxima específica de 1800 horas ao longo dos três anos de ensino médio. Além disso, somente as antigas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática serão 100% obrigatórias de serem cumpridas pelos alunos nesse período.

Vamos falar mais sobre os itinerários formativos no capítulo sobre as mudanças para 2023, não perca!

Implementação do projeto de vida

O novo ensino médio em 2022 deverá contar também, desde o início do ano, com o projeto de vida dos alunos. Tendo como base algumas determinações da BNCC para desenvolvimento de competências socioemocionais, o projeto de vida visa ajudar os jovens a se prepararem para seus objetivos na vida adulta.

Esta será uma prática transversal ao ensino curricular das áreas do conhecimento, e poderá ter tanto os próprios professores como mentores, quanto profissionais especializados do mercado. Psicólogos, empreendedoresatletas etc. podem ser incluídos no processo como referências para ajudar na compreensão do que esses jovens veem para o seu futuro.

Vale reforçar que todas as atividades decorrentes do projeto de vida também devem ser realizadas dentro da carga horária prevista para o novo ensino médio em 2022 e nos anos seguintes. Leia mais sobre esse tempo a seguir.

Novo ensino médio 2023 e 2024

Conforme mencionado no início do texto, algumas das mudanças do novo ensino médio começam a ser obrigatórias somente a partir de 2023 e 2024. É o caso da implementação dos itinerários formativos na grade curricular e da nova carga horária anual.

Itinerários formativos

Para 2023, deverão ser implementados os itinerários formativos. Eles consistem em trilhas de conteúdo que têm como objetivo aprofundar os conhecimentos dos estudantes em temas à sua escolha dentro das áreas já mencionadas. Assim, entende-se que esses itinerários são optativos e ficam a critério de escolha de cada estudante, conforme a área do conhecimento em que tiver maior interesse.

Na prática, o funcionamento dos itinerários formativos se dá através da disponibilização de conteúdos extras dentro de cada área do conhecimento conforme escolha do aluno. Assim, se um jovem quer saber mais sobre comunicação, dentro do campo de linguagens e suas tecnologias, deve-se construir um itinerário formativo extra às aulas curriculares para contemplar este desenvolvimento.

A carga horária total dos itinerários formativos ao longo dos três anos de ensino médio deverá ser de até 1200 horas, e o total de trilhas a serem disponibilizadas fica a critério da instituição de ensino. A participação dos alunos no itinerário de sua escolha fica também condicionada à disponibilidade de vagas no mesmo e pode-se optar por mudar de itinerário ao longo dos três anos, se o aluno assim desejar.

A Inicie Educação é uma plataforma de soluções para educação híbrida que já vem se preparando para auxiliar as escolas neste processo. Em nossa funcionalidade de Conte

údo, contamos com as trilhas formativas, que já incluem até mesmo o projeto de vida que você vai precisar implementar na sua instituição de ensino para cada aluno. Já contamos com um modelo inicial que você pode replicar e tornar mais simples a adesão e adaptação. Confira!

Nova carga horária anual

Por último, trazemos as mudanças quanto ao novo ensino médio que poderão ser implementadas gradualmente até 2024, dando mais tempo para as instituições se prepararem. 

Em resumo, o tempo total de duração do ensino médio passará de 800 para mil horas anuais, chegando no total de 3 mil horas ao final dos três anos. Neste sentido, entende-se que cada ano letivo deverá contar com 200 dias cumprindo a média de cinco horas de turno diário de aula. 

Pensando na divisão dos diferentes elementos, a lei do novo ensino médio determina que as áreas do conhecimento deverão ocupar 60% deste tempo total e os itinerários formativos os 40% restantes. O projeto de vida é trabalhado em paralelo a essas vertentes, e não consome horas exclusivas previstas na legislação.

Comments are closed.